Home > Banho e Tosa > A história do banho e tosa no Brasil e…

A história do banho e tosa no Brasil e no mundo…

11 de junho de 2021
Nenhum comentário

História do Banho e Tosa

 

Sabe de onde surgiram os banhos e tosa que conhecemos tão bem hoje? Leia mais!

Cuidar dos animais domésticos é uma arte antiga – e uma necessidade – que começou há milhares de anos. Imagina-se que tenha surgido a partir do momento em que humanos e lobos evoluíram conjuntamente como companheiros. Estudos arqueológicos e científicos documentam quão próximos os primeiros humanos e os primeiros cães sempre foram… e como esse relacionamento provavelmente assegurou a sobrevivência de ambos.(1)

 

Um passeio pela História…

Pelos registros históricos, foi na Idade Média que surgiram os primeiros “tratadores” de cães.(2) Eram pessoas designadas nos feudos para cuidarem dos cães dos senhores feudais da época. Esses tratadores cuidavam de todos os aspectos desses cães, que auxiliavam nas caçadas, na agricultura e no pastoreio. Os nobres da época também mantinham cães como animais de estimação – era até um símbolo de status.

Outra curiosidade é a origem da palavra “pet”. Linguistas dizem que o termo “pet” é provavelmente originário da vocábulo escocês “petty”, importado do francês “petit”.(3)

A palavra petit, no francês da época, se referia a crianças pequenas. Posteriormente, foi aplicado a animais de companhia, porque elas eram, geralmente, pequenos. Nessa associação, pet se tornou “animal de estimação”.

 

Ilustração do livro de Gaston Phébus, “Livre de chasse – Des maladies des chiens et de leurs conditions”. França, 1387 a 1389.

 

Assim, as raízes dos banhos e tosa que temos hoje… estão nos palácios e feudos do passado. Entretanto, esse jeito que cuidamos, agora, dos nossos bichinhos de estimação é uma coisa relativamente nova.

Nessa sequência de ilustrações vemos a evolução dos cuidados aos animais, ao longo da nossa história.

 

Les Tondeuses de Chiens. 1820. ©Jonh-James Chalon 1778-1854. Museé Carnavalet Roger Viollet.

 

Casal escovando e tosando cães. 1822. ©The Trustees of the British museum

Tosquiadores de Cães. Paris 1900. Fotografia de Louis Vert (1885-1924). ©Louis Vert / Museé Carnavalet Roger Viollet.

 

Dog Grooming. Foto: Spencer Arnol. ©Getty Images. 1950

Para ver mais imagens históricas sobre banho e tosa, clique aqui.

 

Nos dias de hoje…

Foi só no século 20, com a invenção de maquinário específico (as primeiras tosquiadeiras manuais), que a ideia de ter um espaço comercial unicamente dedicado ao tratamento, cuidado estético e de bem-estar de animais domésticos começou. Antes disso, era uma atividade informal feita nas ruas ou em casa.

As máquinas de tosa (e as de cabelo) são “netas” desse aparelho da foto.

 

E aqui no Brasil?

No Brasil, os primeiros petshops surgiram na década de 1980.(4) Aos poucos foi-se popularizando o conceito de “banho e tosa”, onde o cão, o gato e outros animais domésticos podiam ser banhados, ter a pelagem cortada e tratada. Igualmente, foi nessa época que difundiu-se a necessidade de cuidados não só meramente estéticos, como também das unhas, ouvidos e dentes.

Com a crescente população de animais de estimação, sentiu-se que os serviços oferecidos nos banhos e tosa precisavam ser mais modernos e profissionais. Assim, na década de 1990, surgiram os primeiros cursos profissionalizantes para tosadores e banhistas.

  • Hoje os profissionais do ramo tem à disposição uma infinidade de produtos e acessórios específicos, que tornam o trabalho mais fácil, seguro e gratificante;
  • As máquinas de tosa se tornaram mais leves;
  • Os shampoos e condicionadores se especializaram nos pelos dos animais e
  • Existem equipamentos para cada tipo de necessidade…

 

Profissionalismo

Como em todas as outras profissões, a indústria de beleza animal está em constante crescimento e mudança. Novos conhecimentos, novos equipamentos, novos produtos e técnicas inovadoras são os diferencias para os profissionais do ramo atualmente.

Hoje, em pleno século 21, o cuidado e bem-estar que nossos bichinos recebem num petshop não é mais considerado exclusivo para as classes mais abastadas.

É agora uma necessidade real – pois assim também expressamos a nossa preocupação e nosso afeto pelos peludos.

Agora, um pet bem cuidado simboliza todo o amor que temos por eles.

 

Referências:

  1. Ferdinand Mery, “The Dogs”, (Londres, 1970).
  2. Petgroming.com
  3. Reddit
  4. Folha de São Paulo
Sobre o Autor:
Administrador Site

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Mensagem:
Nome:
Email: